Escolha sua rádio favorita
Rádio on-line!
A Tarde é Demais
Fábio Jr.
Seminário em Presidente Getúlio nesta sexta-feira abordará a violência contra a mulher.
Geral | 19/09/2019 16:21 | Ney Bueno / Agência AL | Fotos:
Com o objetivo de promover e debater a autonomia financeira das mulheres do campo e da cidade e apresentar experiências de enfrentamento à violência contra a mulher, a Bancada Feminina e a Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, promove nesta sexta-feira (20), a partir das 8h30, no Clube Caxias, em Presidente Getúlio, no Vale do Itajaí, o seminário Regional Sobre a Autonomia Financeira das Mulheres do Campo e da Cidade e o Enfrentamento à Violência.

Durante todo o evento acontecerá uma mostra de produtos e artesanatos feitos pelos grupos de mulheres da região. O seminário é gratuito, aberto ao público e as inscrições podem ser feitas no local ou pelo site: escola.alesc.sc.gov.br/eventos. Um dos pontos altos do evento é a palestra que será ministrada pela pedagoga e camponesa Justina Cima, que abordará, a partir das 10h, o tema Cultura patriarcal, relações de gênero, violência e autonomia econômica das mulheres.

O evento conta com o protagonismo do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), que idealizou o projeto junto ao mandado da deputada Luciane Carminatti (PT), proponente do ciclo de seminários. O evento conta com parcerias locais. Entre 2017 e 2018 o MMC já participou de ciclo que levou o debate do combate a todas as formas de violência às regiões do estado. A proposta agora é discutir políticas públicas sobre as violências praticadas contra as mulheres do campo e da cidade e mostrar a importância da autonomia econômica para enfrentar situações de violência, além de discutir a melhoria da legislação estadual no que tange à temática.

A partir das 11h, haverá uma mesa redonda com a partilha de experiências regionais conduzidas por mulheres que geram autonomia financeira, com a mediação da bacharela em Ciências Contábeis e camponesa, Noemi Krefta. O almoço será servido gratuitamente no local e a partir das 13h15 haverá encerramento com a apresentação de sugestões e compromissos resultantes do seminário.

A deputada Marlene Fengler (PSD), presidente da Escola do Legislativo, tem destacado em eventos da Bancada Feminina que o número de feminicídios em Santa Catarina, este ano, já chega a 38, e que aumentaram também os registros de agressões a mulheres no estado. A parlamentar lembrou que coordenou seis audiências regionais para tratar do assunto e que conheceu várias boas iniciativas de enfrentamento da questão.

"Quanto mais a gente estuda a situação, mais se dá conta que o problema é muito maior do que se imagina", disse ela, ao defender a necessidade de integração das ações para um resultado efetivo. Na opinião da deputada, o compartilhamento de experiências entre parlamentares e autoridades de diversos estados amplia a capacidade do país de enfrentar a escalada de violência contra as mulheres e feminicídios.

A coordenadora da Bancada Feminina, deputada Ada de Luca (MDB), diz que para enfrentar a violência contra a mulher que Santa Catarina vem assistindo foi criada a Frente Parlamentar em Combate à Violência Contra a Mulher. Segundo Ada, o objetivo é discutir com os setores envolvidos e buscar soluções conjuntas. “Nosso Estado, ao mesmo tempo em que aumenta as ações de prevenção e resposta a este tipo de crime, também caminha para liderar esses indicadores, que envergonham e preocupam. É preciso mais. E este parlamento não pode se omitir.”
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
Publicidade
Rua Curt Hering, 665 - Sala 103 - Centro - Presidente Getúlio - CEP: 89150-000 - 3352-0505 - Fone/Fax: 3352-0505 - E-mail: comercial@radio1079.fm.br
Rádio 107.9 FM, Todos os Direitos Reservados.